terça-feira, 12 de janeiro de 2016

BD0319. Mascarilha em «Dois tiros de espingarda»


Um homem é acusado de matar outro, por estar perto do local de onde partiram os «dois tiros de espingarda», com a particularidade de o morto ser o pai da mulher que ama. Mascarilha anda por perto e a sinceridade de Sandy obriga-o a empenhar-se para provar a sai inocência e transformar-se em «agente da felicidade».
Este trabalho de Oulié foi publicado no fascículo 82 da Coleção Alvo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...